É de conhecimento geral que a Scream Weaver possui um lado muito criativo. Já há algum tempo que a banda pensava em embarcar em projetos diferenciados, como foi o caso da produção de trilhas sonoras e, agora, com a formação consolidada, o grupo se encontra num momento de expansão desse lado artístico. A ideia toda surgiu em um papo com nosso produtor – Ricardo Lins – que queria ter mais músicas para trabalhar e divulgar o seu trabalho como produtor musical. Desde que começou a escrever, Eloisio sempre teve canções que deixava na gaveta por não encaixarem bem no que ele idealizava como o “som” da Scream Weaver, e assim nasceu o projeto – com o intuito de divulgar o trabalho de ambos de uma forma mais livre, artísticamente falando.

Com a semente ali plantada, Eloisio levou a ideia para Vinícius, Henrique e Erick, para que assim todos pudessem participar e trazer músicas para o projeto de uma forma mais livre e mais experimental. O vocalista e o baterista, por serem artistas gráficos, fariam artes para as músicas, enquanto o guitarrista e o baixista ficariam com a parte musical do projeto. Os planos são de chamar convidados, tanto na parte musical quanto na visual, para compor esse projeto tão diverso.

A primeira canção se chama The Summoning – composta e gravada por Eloisio, contando com Henrique na bateria e a arte feita por Vinícius. Essa primeira música foi feita na época em que a banda ainda estava na formação powertrio, durante as gravações do EP Brainstorm. A princípio, muitas dessas músicas seriam para um site de trilhas livres, porém, o músico decidiu dar um novo destino para essas canções dando, assim, início ao Instrumentart.

O nome do projeto veio da junção das palavras, em inglês, instrument e art, já que a proposta é de agregar músicas instrumentais com artes que conversem com as melodias e rítmo que ali estão sendo tocados. A presença de alguma poesia, crônica ou uma pequena estória, também fazem parte da ideia, dando ainda mais vida para esse projeto tão experimental. Isso não significa que todas as músicas serão completamente instrumentais mas, a princípio, os envolvidos prentendem seguir esse caminho; afinal a maior parte do material já composto foi feito nesse formato.

Quanto à frequência dos lançamentos, tudo irá depender de como as coisas irão acontecer. Os planos são de lançar as músicas sem muita pressão do tempo, sem entrar no caminho da Scream Weaver, mas também não queremos deixar o projeto pegar poeira. A ideia inicial é lançar essas músicas nos nossos intervalos de gravações de EPs e singles, para servir como uma respirada do trabalho principal e ao mesmo tempo um treinamento para gravações futuras.

As canções estarão disponíveis no Youtube dos respectivos compositores, começando no canal do Eloisio, seguindo para o do Erick e assim por diante. Hoje, então, começamos com The Summoning ! Bem vindos ao Instrumentart!

Arte feita por Vinícius Gonçalves

A distant rumble, a distant cry
We can hear the voices echoing
They echo in our hearts

The strings play the melodies
The ones which touch our souls
While the drums are driving the song

Heroes and villains, anti-heroes, all come together
To this place where wonder fills our minds
To this time of need and state of decay

We commune in this place
We fight for our land
We gather here today

Answering this summoning
Answering the prayers
Of a godless world, of an empty world

The universe filled with our tears
Dreams flooding with our wishes
Stars filling these endless skies

Nature is our guide
The infinite tree of our lives
A river running deep in our hearts

We stand here around this fire
Facing the imminent danger
The shadows are getting closer

Darkness coming by
Our song buried deep
The spark set alight

Copyright Eloisio Michalski Abreu © 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.